Dia Mundial da Água: água contaminada ainda mata 2 mi por ano

Lubrificantes Fenix coleta o OLUC, descartado pelas indústrias e um dos poluentes mais danosos à saúde

 

No Dia Mundial da Água, comemorado dia 22, não existe muito para se celebrar. Em 2015, a OMS (Organização Mundial da Saúde) fez um alerta que ainda se mantém: todos os anos 2 milhões de pessoas morrem após ingerir comida e água contaminadas.

 

Os dados mostram que, em 2010, ocorreram pelo menos 582 milhões de casos de 22 tipos de doenças de origem alimentar, além de 351 mil óbitos associados a esse tipo de problema. Os números indicam que a África é a região onde foi identificado o maior número de casos de doenças de origem alimentar, seguida do Sudeste da Ásia. Mais de 40% das pessoas atingidas por essas enfermidades, em 2010, eram crianças menores de 5 anos.

 

No Brasil, em 2008 foi apontado que cerca de 28 mil pessoas ainda morrem todos os anos por causa da contaminação da água ou de doenças relacionadas com a falta de higiene.

 

Um elemento perigoso que também entra lista de contaminantes é o OLUC (Óleo lubrificante usado e contaminado), resíduo retirado do motor automotivo ou equipamento industrial. Quando descartado de forma incorreta, pode provocar graves problemas ambientais e à saúde pública. Apenas um litro desse material descartado de forma indevida pode comprometer o funcionamento das estações de tratamento de esgoto, além de contaminar mais de 1 milhão de litros de água, quantia que uma pessoa levaria cerca de 14 anos para consumir. Além disso, quando detectado no solo inutiliza a área tanto para o cultivo quanto para a construção, uma vez que mata a vegetação e os micro-organismos, causando a infertilidade da área.

 

Qual o destino certo para este resíduo?

 

A única destinação legal do OLUC (óleo lubrificante usado/contaminado) é o rerrefino. Como salientado na resolução CONAMA 362/2005, trata-se da “destinação mais adequada para o óleo lubrificante usado ou contaminado. Esse é um processo industrial de alta complexidade e tecnologia avançada, realizado na Lubrificantes Fenix Ltda, que transforma o óleo lubrificante usado em óleo mineral básico de alta qualidade, com características semelhantes às do primeiro refino.”

 

Como é realizado o Rerrefino?

 

Este processo “físico/químico” transforma o OLUC em Óleo Básico Neutro Médio Rerrefinado, passando por oito etapas: Thermocraqueamento a vácuo, Sulfonização, Neutralização e Clarificação, Filtração, Desaeração, Correção de viscosidade, Ultrafiltração e Análise e controle de qualidade.

 

A Lubrificantes Fenix tem o compromisso com a sustentabilidade, pois retira das empresas, indústrias e postos de serviços; os efluentes líquidos, tais como OLUC e emulsões oleosas (traços de óleo na água), realizando o tratamento deste efluente líquido; onde o óleo é encaminhado para o rerrefino e o excedente de água reutilizado em seu processo industrial, contribuindo assim para um ambiente sadio.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *