Fenix firma parceria com universidades e está aberta para visita de estudantes

Convênios garantem descontos para empregados; empresa também está disponível para visitações técnicas

 

Uma empresa não apenas preocupada com o meio ambiente, mas também com o crescimento profissional dos empregados e dos estudantes da comunidade. Assim é a Lubrificantes Fenix. Além de firmar convênios com universidades da região para empregados, a empresa está de portas abertas para visitações de estudantes.

Atualmente, a Fenix possui convênios firmados com a UNIP (Universidade Paulista) – nível Brasil, FACP (Faculdade de Paulínia) e ESAMC. Todas as universidades concedem descontos no valor da mensalidade, possibilitando ao empregado a ingressão no nível superior, técnico ou ainda em cursos profissionalizantes. “Temos parcerias firmadas que partiram da iniciativa da própria empresa ou ainda casos em que os próprios empregados nos trazem os contatos das escolas e nós,  da área de Recursos Humanos, buscamos a formalização da parceria”, explica Liliane Messina, responsável pela área de Recursos Humanos.

 

A Fenix está aberta para professores que queiram levar seus estudantes para conhecer os procedimentos/processos de rerrefino da empresa, como forma de contribuir na formação acadêmica. “Estamos sempre à disposição para novas parcerias com escolas de nível universitário, técnico o ainda de idiomas e outras”, acrescenta.

 

Para as visitações, basta agendamento prévio diretamente com a Assessoria de Imprensa da Empresa, que acionará os canais adequados junto à Empresa.

 

Sobre a Fenix

Situada em Paulínia, a Lubrificantes Fenix faz a coleta e rerrefino de OLUC (Óleo Lubrificante Usado e Contaminado), resíduo retirado do motor automotivo ou equipamento industrial que, se descartado de forma incorreta, pode provocar graves problemas ambientais e à saúde pública – 1 litro de OLUC descartado de forma indevida pode contaminar mais de 1 milhão de litros de água.

 

Além do rerrefino, a Fenix possui licença para coleta de cerca de 560 toneladas por ano de embalagens plásticas vazias e, aproximadamente, 100 toneladas de EPI’s, papéis, filtros de óleo, plásticos, lonas de filtração, filtros de cartucho, madeira, algodão, frascos de vidro, mangueiras, mangotes e embalagens vazias de papel.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *