Processo de Rerrefino

null
Resíduos de óleo de base mineral não são facilmente biodegradáveis e podem provocar sérios danos ambientais quando não processados de forma adequada. A alternativa para diminuir esse problema é necessariamente o reaproveitamento dos óleos lubrificantes, realizado através da regeneração e da reciclagem desse material.

A única destinação legal do OLUC (óleo lubrificante usado/contaminado) é o rerrefino. Como salientado na resolução CONAMA 362/2005, trata-se da “destinação mais adequada para o óleo lubrificante usado ou contaminado. Esse é um processo industrial de alta complexidade e tecnologia avançada, que transforma o óleo lubrificante usado em óleo mineral básico de alta qualidade, com características semelhantes às do primeiro refino.”

Mas como é este processo de alta complexidade denominado Rerrefino?

Este processo “físico/químico” transforma o OLUC em Óleo Básico Neutro Médio Rerrefinado, passando por oito etapas: Thermocraqueamento a vácuo; Sulfonização; Neutralização e Clarificação; Filtração; Desaeração; Correção de viscosidade; Ultrafiltração e Análise e controle de qualidade.

Confira a seguir os detalhes de cada etapa:

null
null

Thermocraqueamento/Destilação a vácuo

O óleo lubrificante usado e/ou contaminado é introduzido em torres de ventilação a vácuo e aquecido a 340°C. Este processo elimina produtos voláteis como a água e outros combustíveis.
null
null

Sulfonização

Etapa em que se provoca a precipitação dos elementos contaminantes de base metálica presentes no óleo.
null
null

Neutralização/clarificação

Reatores submetidos a vácuo realizam, simultaneamente, a neutralização e a clarificação do óleo.
null
null

Filtração

Trata-se da separação do particulado sólido existente, recorrente do processo de clarificação.
null
null

Desaeração/secagem a vácuo

A desumidificação feita através de coluna a vácuo visa evitar a condensação de umidade no óleo.
null
null

Correção de viscosidade

Realizada no final do processo, atende as especificações de cada segmento dos produtos.
null
null

Ultrafiltração

É a última etapa do processo de rerrefino, atende as especificações quanto ao nível de particulados.
null
null

Análise e controle de qualidade

Um rigoroso controle de qualidade realiza análises físicas e químicas a fim de garantir a excelência do produto final.
Comparativo Óleo Básico Rerrefinado x Primeiro Refino
Características 1º Refino Rerrefinado
Ponto de Fluidez ºC -6 -12
Índice de Viscosidade 99 > 199
Resistência a Oxidação Alta Alta
Teor de Enxofre 6654 (ppm) 2880 (ppm)
Demulsibilidade Boa Boa
Sistema Thermo-Vácuo

É o procedimento mais eficiente e ambientalmente adequado, por introduzir a destilação em circuito fechado. Enquanto o processo por evaporação a céu aberto resulta em arraste de frações de óleo para a atmosfera, o thermo-vácuo separa as frações de água e óleo e as armazena, evitando assim a liberação de contaminantes presentes na emulsão para o meio ambiente.

Entre em contato pelo 0800 770 2046